Os conteúdos aqui seleccionados são exclusivos para assinantes PGLOBAL

Assine já

O PGLOBAL está incluído na assinatura PÚBLICO.

Já é assinante? Inicie sessão aqui

João Loureiro intermediou lugares em voo privado que seriam pagos

Frete do avião foi pago à cabeça por empresa brasileira e custou mais de 100 mil euros. Ex-dirigente desportivo foi o único passageiro entre São Paulo e o aeroporto de Salvador, onde foi encontrada a droga.

portugal,futebol-nacional,ministerio-publico,crime,justica,brasil,
Foto
Fontes garantem que João Loureiro intermediou inclusão dos profissionais ligados ao futebol na lista de passageiros ANA LUISA SILVA / PUBLICO